Baropodometria

2019-04-11

Os primeiros sistemas de baropodometria foram investigados no Centro de Investigação da Universidade de Montpellier (França) em 1978 sob a direção do professor Rabishong, onde desanima investigação de medidas computadorizadas de pressão para o estudo estático e dinâmico de cargas nos pés.

 

É um exame que avalia as pressões plantares de forma estática e dinâmica durante a marcha, identificando o tipo de pisada, instabilidades, impulso e outras alterações biomecânicas. Sendo assim, é um exame que pode ser feito em qualquer pessoa, sendo por indicação médica ou não.

 

É um método diagnóstico complementar das observações clínicas, que proporciona uma análise biomecânica e estrutural das possíveis anomalias da marcha e postura.

 

Desde então, os estudos vem evoluindo, até que surge o baropodometro, um equipamento modular desenvolvido para os estudos das pressões de sensores comentados através de um cabo USB ao computador. A análise é através da medição do desempenho força/peso tanto na estática quanto na dinâmica.

 

 

Dentre os benefícios:

*A avaliação dos xodós quantitativos e qualitativos podem descrever diagnóstico e direcionar o tratamento para cada alteração ou tipo de pé e suas definições nas fases estáticas e dinâmicas, direcionando a confecção de palmilha postural sob medida.

*Auxilia na prescrição correta de exercícios corretivos é preventivos.

*Avaliação do tipo de pisada: neutra, provada (pé plano) ou supinada (pé cabo).

*Calosidades: determina as áreas de maior pressão e correlacionada com possíveis calosidades plantares.

*Áreas de risco para pés diabéticos: ótimo para mapear as áreas de maior pressão na planta do pé, prevenindo lesões por falta de sensibilidade.

 

 

por Carolina Mendes